I make a list of the best web hosting comapnies. Buy professional business templates online.

D. Optimização de Sistemas de Bombagem, Ventilação e Extracção

 

Os sistemas de bombagem representam aproximadamente 16% do consumo de energia eléctrica da indústria e 25% do consumo de electricidade a nível mundial. Vários estudos revelam que a utilização de equipamento mais eficiente e de sistemas de controlo adequados pode conduzir a economias de energia significativas, sendo possível economizar até 40% da energia utilizada nesses sistemas, considerando um período médio de vida de 15 a 20 anos. Os dois principais tipos de bombas são as bombas centrífugas e as bombas de deslocamento. As bombas centrífugas, com uma quota de mercado de aproximadamente 85%, apresentam um elevado potencial de oportunidades de economia de energia, em virtude de 60-70% dos sistemas de bombagem estarem sobredimensionados, muitos deles na ordem dos 20%.

A ventilação é um serviço auxiliar indispensável a uma adequada operação de uma instalação industrial. Permite melhorar a qualidade da produção e proteger as pessoas nos locais de trabalho de emissões de poluentes ou de calor. O consumo energético associado a ventiladores numa unidade fabril da Indústria Portuguesa representa, em média 12% do seu consumo total de energia eléctrica. Esta percentagem até pode ser considerada superior se se contabilizar o consumo indirecto de energia, quando o ar tem um elevado conteúdo energético em resultado do seu condicionamento (aquecimento, arrefecimento). Na maior parte das instalações industriais que foram objecto de auditorias energéticas foi demonstrado que são possíveis economias de energia até 30% dos consumos que se registam nos sistemas de ventilação, muitas das vezes com períodos de retorno dos investimentos associados inferiores a 2 anos.

 

As medidas enquadráveis nesta categoria são:

  • Temporização dos comandos de bombas, ventiladores e extractores;
  • Utilização de equipamentos em paralelo;
  • Implementação de controlos electrónicos de velocidade;
  • Substituição de equipamentos sobredimensionados, com utilização em paralelo de equipamentos auxiliares;
  • Optimização de circuitos de distribuição;
  • Optimização de circuitos de filtragem;
  • Utilização de bombas auxiliares de baixa potência;
  • Aplicação de revestimentos nas bombas.
Joomla 1.7 Templates designed by Football Jacke